Festa da Boa Morte em Cachoeira

Festa da Boa Morte em Cachoeira

Postado por Pedro, em 20/07/2017

Festa da Boa Morte em Cachoeira

Cachoeira de São Félix, lugar charmoso e encantador do recôncavo baiano,  é um pedaço da história da Bahia e do Brasil. É nessa pequena cidade do recôncavo que é realizada a famosa festa da Boa Morte na primeira quinzena do mês de Agosto. A festa é reconhecida como patrimônio imaterial da Bahia desde 2010 e envolvem ritos religiosos atraindo turistas e pesquisadores.

Sobre a Festa da Boa Morte

 

A festa da Boa Morte, realizada pela irmandade da Boa morte, é um ritual de fé, religiosidade, beleza, respeito e homenagem ao povo negro. Segundo historiadores, a irmandade surgiu das mulheres que faziam parte da confraria de Nossa Senhora da Boa Morte, fundada no início do século XIX através do primeiro candomblé Keto de Salvador. Os requisitos para fazer parte da confraria são ser descendente de escravos africanos e possuir mais de 50 anos.

Foto Rita Barreto - Setur

Foto Rita Barreto – Setur

Ainda segundo os historiadores, a confraria surgiu quando um grupo de mulheres, ex-escravas, reuniu-se para conseguir a alforria de outros escravos da cidade de Cachoeira. A festa da Irmandade tem fortes traços sincréticos e recebe influências da religião católica e do candomblé, muito forte na região do Recôncavo Baiano.

A festa acontece com uma longa programação pública e são realizadas missas na Capela de Nossa Senhora D’Ajuda, ceias, cortejos, procissões e samba-de-roda . A tradição já tem mais de 200 anos de história e durante a festa as mulheres que participam da confraria, ou irmãs como são chamadas, se vestem de branco sendo o exemplo vivo do sincretismo religioso na Bahia e as origens da escravidão. A irmandade representa a luta das mulheres negras contra o regime escravagista .

Passeios em Cachoeira

 

A cidade de cachoeira fica às margens do Rio Paraguaçu, um dos passeios mais procurados por lá é o passeio de barco  pelo rio com três opções de trajetos: Passeio para o Engenho da Vitória, ida a São Francisco do Paraguaçu e por fim Coqueiro, lugar onde são vendidas cerâmicas.

Cachoeira é vizinha de São Félix e para chegar até lá é preciso apenas atravessar uma ponte sobre o rio Paraguaçu. Lá o turista pode conhecer o centro cultural  Dannemann, ligado a uma fábrica de Charutos da região.  

As igrejas da cidade de cachoeira também podem ser visitadas,  as mais conhecidas são a Igreja D’Ajuda, a Igreja da Matriz (Nossa Senhora do Rosário), o Conjunto do Carmo, Igreja do Rosarinho, Igreja Nossa Senhora do Monte, Convento Santo Antônio do Paraguaçu ( São Francisco do Paraguaçu), Santuário de Frei Galvão (Igreja de Belém), além da Irmandade da Boa Morte e dos terreiros de candomblé tradicionais na região.

Como chegar em Cachoeira

 

Para quem quer conhecer essa cidade do recôncavo cheia de cultura e tradição vale a pena, não somente durante as festividades da festa da Boa Morte, mas durante todo o ano.

Para te ajudar nessa missão, a Mais Bahia Turismo oferece traslado de Salvador para Cachoeira. Visite suas construções antigas, conventos, igrejas e fábricas de charutos, tão características da cidade. O tempo estimado de viagem com saída em Salvador: 1 hora e 30 minutos.

Fonte: Coluna de Turismo , G1

Compartilhe essa informação:

Dados da empresa: CNPJ: 11.205.340/0001-75 © Mais Bahia Turismo - Todos os direitos reservados - By Midhaus